Homofobia nos estádios ainda acontecem, apesar que os clubes fazem campanha contra esta prática como fizeram no dia 17 de maio - Foto : Divulgação

Clubes brasileiros se manifestam pela internet em dia de combate à LGBTfobia

Maioria dos times da série A do Brasileirão fez posts pedindo respeito e lembrando que homofobia é crime

Os principais clubes de futebol brasileiros utilizaram as redes sociais para se manifestar contra a LGBTfobia neste dia 17 de maio, dia que marca o combate a esta forma de preconceito de forma internacional.

A data foi escolhida porque, em 17 de maio de 1990, a Organização Mundial da Saúde (OMS) excluiu a homossexualidade da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID). Ficou reconhecido que este comportamento é apenas um traço da personalidade, não um distúrbio da mente.

No futebol brasileiro, o STJD recomenda que casos de homofobia (e racismo, além de outros tipos de preconceito) sejam relatados nas súmulas para que possam ser julgados, podendo gerar multas ou até perdas de pontos para o clube ou torcida que praticou. Por isso, o órgão também recomendou que os times façam campanhas sobre o assunto junto aos torcedores.

No entanto, a homofobia ainda está muito presente nos estádios, com os gritos de 'bicha' direcionados aos goleiros adversários quando vão bater um tiro de meta, cânticos que associam a homossexualidade aos rivais de forma pejorativa e de outras formas.

Veja as postagens dos clubes.

contador de acesso grátis