Facebook
Parada Gay realizada em Tel Aviv em 2018 - Foto : Divulgação

Tel Aviv reconhece casamento LGBTQ+ como 'desafio' a governo de Israel

A prefeitura de Tel Aviv, uma das maiores cidades de Israel, passou uma medida que dará a casais LGBTQ+ que vivem juntos os mesmos direitos dos casais heterossexuais oficialmente casadosapesar de o casamento entre pessoas do mesmo sexo não ser constitucionalmente reconhecido no país.

O prefeito Ron Huldai foi bem franco, ao jornal local Haaretz, sobre o objetivo de sua iniciativa: "Para honrar a semana do orgulho gay, estamos fazendo um desafio ao governo do [pais]: reconheçam a união [de pessoas LGBTQ+] através de uma simples declaração".

Qualquer casal que more junto poderá ir até a prefeitura, com uma declaração comprovando a residência conjunta, e sair de lá com um certificado que dá acesso a descontos em impostos de propriedade, facilitações no registro de seus filhos ou filhas em pré-escolas e centros comunitários, além de outros serviços municipais.

Membro do conselho de Tel Aviv e idealizador do registro, Etai Pinkas-Arad comentou que o município "está simplesmente afirmando, com clareza, que a igualdade é um dos nossos principais valores".

Como Pinkas-Arad destacou, a iniciativa não beneficia só pessoas LGBTQ+, mas também casais heterossexuais de religiões diferentes (que ainda são proibidos de se casar em Israel) e casais agnósticos que não desejem oficializar a sua união em nenhum local de adoração.

contador de acesso grátis