Andy Brennan se tornou o primeiro jogador profissional do sexo masculino australiano a revelar que é gay. Foto: News Corp Australia

Jogador de futebol australiano é o primeiro da série A a sair do armário

O jogador de futebol australiano Andy Brennan tornou-se o primeiro ex-jogador da série A a sair do armário publicamente como gay no país. O fato ocorreu menos de um ano depois dele terminar o relacionamento que mantinha publicamente com uma namorada.

Nascido em Hobart, o jogador de 26 anos entrou no Jets em 2015 antes de sair em 2017, quando foi para o Green Scully, um clube de futebol de Melborne, onde é atacante até hoje.

Ele fez a revelação em um post no Instagram no último dia 14 de maio, onde disse: “Demorei anos para me sentir confortável dizendo isso – sou gay. Eu estava com medo de afetar minhas amizades, meus companheiros de equipe e minha família.

E continuou: “Mas o apoio das pessoas ao meu redor tem sido tão grande e me ajudou a chegar ao último passo; poder ser completamente eu. Estar fora do armário é a melhor maneira de eu me sentir mais confortável e ser eu mesmo. Então … que assim seja!

O atleta disse ao Herald Sun que sair sentia um fardo enorme em esconder a própria sexualidade de todos. Ele terminou com a namorada em junho passado.

Andy Brennan - Foto: News Corp Austrália

Seis meses atrás eu pensei muito sobre isso, tentei esconder e afastar isso de mim por causa da maneira que eu pensei que seria julgado por muitos. Vejo que carreguei esse fardo comigo por tanto tempo e percebi que posso ser franco e falar com as pessoas sobre isso e está tudo bem”, disse Brennan em uma conferência de futebolistas profissionais da Austrália.

A questão LGBT ainda é um dos maiores tabús do mundo esportivo, principalmente considerando o futebol. Em 1990, John Fashanu, do Reino Unido, se tornou o primeiro jogador profissional a sair do armário no mundo.

Recentemente, nos Estados Unidos, o jogador profissional Colin Martin, do Minnesota United, também saiu do armário, se tornando o segundo jogador abertamente gay da história da Major League Soccer (o primeiro foi Robbie Rogers em 2013).

Fonte : Fox Sports

>
bear plus