Os atores héteros e Ken Duken e Kostja Ullmann numa campanha contra homofóbia da revista inglesa GQ Magazine em 2013 - foto : GQ Magazine

Gays falam sobre homens heterossexuais que os procuram em apps de pegação

Dentro da enorme gama de possibilidades de encontros multiplicou nos últimos doze anos com a chegada dos Smartphones com seus aplicativos de "relacionamentos amorosos" oferecem, mas um fato que muita gente não conhece e que a reportagem realizada pela Folha de São Paulo (seção Universa) fala em questão dos homens que se identificam como heterossexuais mas que usam estes aplicativos em busca de sexo casual com outros homens.

Devido as condições familiares (alguns são casados há anos e com filhos) além de manterem machistas e solteiros assumidos mas sempre coloca uma amiga para apresentar como fosse a namoradinha, são destalhes que normalmente vermos no nosso dia a dia.

A reportagem entrevistou alguns rapazes que contam como são estes relacionamentos, sendo que um é ursinho que já posou na revista Bear Plus em 2012.

Alexandre Garcia de Oliveira que fala que as pessoas que usam o aplicativo têm medo de encarar a sociedade e assumir seus desejos. Alexandre que é gay assumido e atualmente está comprometido, ele diz que quando era solteiro precisou lembrar a alguns homens que insistiam em manter algo casual, que eles eram casados e que, portanto, era melhor pôr um ponto final na história.

"Todas essas histórias começaram nos aplicativos, muito mais nos apps gays, e até no Instagram. Onde podem puxar assunto, eles vão. O cara vem dizendo 'ah, não sou assumido' e aí depois desenrola a história e vem com o papo 'estou afim de arrumar um relacionamento extraconjugal', 'vamos marcar de ir nos vendo', outros só querem nudes ou saber até onde você vai."

Quer saber mais sobre a reportagem completa, só clicar aqui .

bear plus