Post

“O Grande Circo Místico” é escolhido para representar o Brasil na corrida ao Oscar

“O Grande Circo Místico“, filme de Cacá Diegues, foi o escolhido pela Academia Brasileira de Cinema para representar o país na disputa por uma indicação ao Oscar 2019 de melhor filme estrangeiro. A decisão foi anunciada nesta terça-feira (11) durante um encontro com jornalistas na Cinemateca Brasileira, em São Paulo.

Após 12 anos de jejum na direção, o alagoano Diegues adapta o poema “O Grande Circo Místico” do escritor conterrâneo Jorge de Lima (1893-1953), sobre as desventuras dos membros de uma companhia circense. O mesmo texto já havia inspirado, no início dos anos 1980, o espetáculo de dança de Naum Alves de Souza e um álbum musical homônimo de Chico Buarque e Edu Lobo. Algumas canções famosas da dupla, como “Beatriz”, “A História de Lily Braun” e “Ciranda da Bailarina”, foram incorporadas ao longa.

Veja Mais 12 de setembro, 2018
Post

Caverna Pop - FIQ – Festival Internacional de quadrinhos

Woof ursada! Tempão que não escrevo para vocês, hein?! Já estava com saudades! O ursinho nerd/geek de vocês voltou e com muitas novidades! É só acompanhar a coluna! Segue aí!

Entre o final de maio e início de junho rolou em Belo Horizonte o FIQ (Festival Internacional de Quadrinhos)! A “terra do pão de queijo” recebeu quadrinistas, ilustradores e roteiristas de diversas partes do brasil e do mundo!

Veja Mais 08 de junho, 2018
Post

Blog do Fernando - Crítica - Com amor, Simon...

O que vem tornando “Com amor Simon” um pequeno sucesso nos Estados Unidos ( e talvez não será tanto no Brasil) é o que posso chamar de “efeito Me chama pelo seu nome”. Explico: Este foi um filme que conseguiu mostrar para uma grande quantidade do público de cinema, independente de seu gênero, que sentimentos verdadeiros (e bem contados) são indiferentes ao gênero. Amor é amor, e seus caminhos são os mesmos. E “Com amor, Simon” essa questão é novamente bem apresentada, só que agora em uma romance teen daqueles que são sempre bem vindos.

Veja Mais 31 de março, 2018
Post

Cinema de Classe - Crítica - 120 batimentos por por minutos!

Dos filmes que foram esquecidos nas principais premiações mundiais (exceto Cannes), "120 batimentos por minuto" é o que mais chama a atenção. Um filme que de tão político, encontrou em sua fotografia e edição, o equilíbrio certo para contar uma história humana, sincera, cruel e verdadeira sobre os anos que precederam o surgimento da AIDS e como alguns grupos se empenharam e cobrar do governo ações de prevenções e campanhas de saúde.

Veja Mais 16 de março, 2018
Post

Cinema de Classe - Crítica - Paddington 2

O carismático urso comedor de marmelada está de volta aos cinemas para mais uma aventura em Londres. Mas antes de você achar que essa é só mais uma produção com conteúdo inventado para preencher em breve algumas “Sessões da Tarde” mundo afora, talvez seja prudente de sua parte saber um pouco mais sobre o urso Paddington, principalmente se você não tem contato com a cultura inglesa ou não é uma das 392.976 pessoas que foram vê-lo por aqui nos cinemas em 2014 (ou ainda outras tantas que o assistiram por aí de outro jeito).

Veja Mais 8 de fevereiro, 2018
Post

Cinema de Classe - Crítica - Me chame pelo nome

No atual cenário sobre o universo LGBTs onde temos vários questionamentos que mostram diariamente nas redes sociais e na mídia mundial como as iniciativas da cura gay, por exemplo, refletem que ainda há muita coisa para mostrar para o público os assuntos sobre a comunidade gay têm á oferecer.

Desde o primeiro momento do filme, temos os dois protagonistas entram em contato. Ano é 1983, Elio (Timothée Chalamet – indicado a melhor ator), com 17 anos, vive com a família em um casarão antigo no norte da Itália. Durante o verão, eles recebem a visita de Oliver (Armie Hammer), pesquisador de 24 anos que ajuda o pai de Elio em estudos sobre a cultura greco-romana.

Veja Mais 24 de janeiro, 2018
Post

Cinema de Classe - Crítica - O touro Ferdinando

Desta vez o brasileiro Carlos Saldanha deverá ganhar outra indicação ao Oscar depois da primeira indicação em A Era do Gelo 3 (2009) com este longa que está cativando o público.

O Touro Ferdinando se baseia numa história publicada no início do século passado, adaptada e transformada em curta-metragem pelos estúdios da Disney em meados na década de 1930 e que volta agora nos cinemas, fazendo um tour no passado, tentando resgatar com um tom que se via nas primeiras animações, assim também nas antigas narrativas infantis nos livros .

Veja Mais 12 de janeiro, 2018

AJUDE A BEARMAIS, DOE UM real

Mr. BEARMAN 2018 - inscrições