Homem é condenado após fingir ser gay para atrair mulher e estuprá-la - Foto: Reprodução | Policia USA

Homem é condenado por estuprar mulher após convencê-la que ele era gay

rainbow world

04 de março - 2020

Folha de São Paulo

Taurence Callagain, um homem norte-americano de 36 anos, foi condenado por estuprar uma mulher após convencê-la de que ele era gay.

O crime ocorreu em 2015, e Callagain foi condenado unanimemente por um júri em Atlanta (EUA) no último dia 25 de fevereiro. Segundo a "People", a sentença ainda não foi definida pelo juiz do caso. Callagain conheceu a vítima, que é uma mulher lésbica que na época estava em um relacionamento sério, no transporte público de Atlanta em agosto de 2015.

"Eles tomavam o mesmo trem todos os dias, e eventualmente trocaram números de celular. Callagain levou a vítima a acreditar que ele era gay, e assim ela definiu o relacionamento deles como estritamente amigável", relatou o escritório da promotoria de Atlanta em comunicado.

Certa noite, meses depois deste primeiro contato, Callagain estava de carro quando encontrou-se com a vítima, que havia perdido o último ônibus para chegar em casa após o trabalho. Ele ofereceu carona a ela, e ela aceitou.

"Callagain disse que precisava parar em sua casa buscar um pouco de maconha, e que eles podiam fumar juntos. Quando eles entraram na casa dele, Callagain começou a agredir a vítima, sufocá-la e estuprá-la violentamente", contaram os promotores.

"Eventualmente, ela escapou do quarto e correu para a rua. Ela continuou correndo por quase cinco quilômetros até chegar a sua casa, depois foi ao hospital e ligou para a polícia. A vítima descreveu o interior do quarto de Callagain com precisão, e a calcinha dela foi encontrada na cama dele", completaram.

Mantendo a sua inocência, Callagain alegou que o sexo entre eles foi consensual. Após sua prisão, foi descoberto que o homem ainda tem outra acusação de agressão pendente em seu nome, em uma região diferente dos EUA.

avatar

Bear Plus International Website

Criada em 2007 é a publicação mais antiga do projeto Bear que se iniciou como um blog e á partir de 2010 passou ser um site (com.br) e um ano depois foi lançada a primeira edição em PDF (online) que hoje é a única que estar no mercado da comunidade ursina no país! Atualmente é a principal rede de comunicação bear do Brasil e na América do Sul.

Outras Notícias